terça-feira, 26 de outubro de 2010

Uma reflexão ao repúdio à auto-iniciação

Achei esse texto no site da ABRAWICCA\RJ e como ele se alia às minhas idéias sobre auto iniciação, quis postá-lo aqui no blog ,na íntegra, para que todos que se interessam pelo assunto possam ler.Com todos os direitos reservados à autora, que muito aprecio.



Uma reflexão ao repúdio à auto-iniciação
Escrito por Mavesper Cy Ceridwen   

Como já tive oportunidade de mencionar, a auto-iniciação é um mal necessário. Logicamente seria o ideal que todas as pessoas que buscam ingressar na bruxaria encontrassem um número grande de covens, com vagas suficientes a treinar e absorver todos os interessados. Mas isso está muito longe de ser real, nossa situação concreta é de milhares e milhares de interessados em praticar wicca e quase nenhum coven pronto a orientar, com pouquíssimas vagas disponíveis.

A auto-iniciação é um conceito surgido para atender essa realidade, mas será mesmo tão sem fundamento quanto querem fazer crer as pessoas que hoje perseguem auto-iniciados e fomentam preconceito contra eles? Obviamente não.

A auto-iniciação é algo que sempre existiu na bruxaria tradicional sendo fruto do fato que temos uma religião de mistérios sim, mas passíveis de revelação e experimentação diretamente da própria Divindade. Muitas tradições de witchcraft britânicas ainda hoje se fundam em revelações, e costumes são modificados por conta de reinterpretações das práticas antigas. E isso deve mesmo ser assim, porque as religiões de mistérios são sujeitas a enriquecimento pela diversa experiência do sagrado que vivem seus membros, e essa experiência muda com o tempo e as circunstâncias. A bruxaria é uma religião viva, não é estagnada, nem engessada em uma forma única.

Lembrem-se: é fato que na bruxaria a pessoa é ela mesma diretamente ligada a Deusa e seu Consorte. Não existe na bruxaria a figura do intermediário que detém o monopólio do contato com o sagrado, como existe nas religiões patrifocais onde, por exemplo, padres, rabinos ou shakes são os únicos que detém poderes especiais de contato com o divino. Uma bruxa é sacerdotisa de si mesma e, como tal, dispensa qualquer intermediário entre si e os Deuses Antigos.

Justamente por isso é que acho perniciosa e anti-pagã a postura que, ao atacar a validade da auto-iniciação, afirma que o indivíduo pode praticar magia natural, seguir os ditames da wicca, mas ser somente pagão, e não pensar em iniciação. E essa mentalidade vem ganhando corpo entre os novatos, seduzidos por argumentos falsos de fundamentalistas que eu hoje chamo de "xiitas pagãos".

Os xiitas pagãos estão espalhando argumentos de que deve existir uma casta de privilegiados - os "verdadeiros wiccanianos" - que são iniciados em covens de tradições específicas e detém o monopólio do sagrado. Estes seriam os verdadeiros sacerdotes e sacerdotisas pagãos, devendo ser em relação aos demais simples pagãos condutores de um "rebanho", oficiando hanfastings e outros ritos, celebrando no lugar dos "primos pobres", coitadinhos destituídos de covens. Estes devem se resignar a não ter sido "escolhidos pelos deuses" para participar dessas tradições detentoras da única verdade.

Se vc acreditou nessas bobagens todas, lamento muito. Vc está sendo escandalosamente roubado de muitas coisas que significam a própria essência do que é ser bruxa ou bruxo: liberdade, orgulho, independência, relação direta com os Deuses.

Se vc é alguém que pratica a bruxaria, conhece bem seus métodos e já vivenciou por um bom tempo o modo de viver de uma bruxa, ninguém neste mundo ou nos outros planos de realidade pode impedir que vc faça um pacto de sacerdócio com os Antigos Deuses. Lembre-se: vc foi chamado um dia, vc tem o direito inalienável de responder e viver como um sacerdote ou sacerdotisa. Não deixe que pessoas preconceituosas empanem o brilho de sua escolha.

É muito óbvio para qualquer um que observe o proceder dessas pessoas qual a verdadeira motivação de seu verdadeiro ódio e campanhas contra o instituto da auto-iniciação: eles precisam se sentir superiores, especiais, diferentes, "escolhidos". Infelizmente para eles, como demonstram a legião de auto-iniciados que há pelo mundo, a Deusa não concorda com esse pretenso monopólio e espalha seus conhecimentos e sua compreensão através da bruxaria generosamente. A Deusa - pasmem os detentores da "única bruxaria" - se revela a muita gente que nunca passou perto de um coven tradicional. Basta ter olhos para ver, basta não querer utilizar vendas...

O que ocorre é que este tipo de postura vem explorando os argumentos de que há na bruxaria mistérios que só os iniciados nesta ou naquela tradição podem acessar. Na verdade em todas as tradições há um só mistério: a Deusa,seu Consorte e seus caminhos que devem ser buscados no interior de cada alma e cada coração. É muita pretensão, é reduzir demais o que sejam os Deuses acreditar que eles se enquadram somente nos ditames estreitos de um Livro das Sombras. Isso é negar a própria essência da Wicca, construída até mesmo por Gardner com textos inspirados, canalizados por Doreen Valiente e outras pessoas. Assim, na hora dessa canalização de conhecimentos diretamente da Divindade ser usada na construção do próprio Livro das Sombras de Gardner ela existe e é válida. Na hora de o mesmíssimo processo ser fonte da auto-iniciação de alguém é falso e inconsistente! Sem dúvida é de uma parcialidade ridícula tal pretensão.

Os argumentos dos xiitas parecem ser muito consistentes, especialmente porque as pessoas não compreendem como um auto-iniciado aprende as coisas necessárias a chegar a uma iniciação. Mas confundir dificuldade de adquirir conhecimento com impossibilidade disso acontecer é algo bem errado.

Auto-iniciados aprendem os Mistérios diretamente da Divindade, pois aprenderam a ouvir sua voz e se abriram a receber esses conhecimentos. Isso não é fácil e está sujeito a muitos erros, mas não é impossível, realmente acontece.

Sou, assim como muitos outros wiccanianos auto-iniciados que depois ingressaram em tradições, testemunha disso. Aprendi diretamente da Deusa e do Deus diversas práticas que depois soube serem de bruxaria tradicional. Conversem com auto-iniciados sérios, todos eles narrarão este tipo de experiência a vcs. Assim, se pergunta: se fosse impossível ter acesso a esses conhecimentos e práticas diretamente da Divindade, como nós aprendemos isso? Inventamos? Não, porque são práticas que existem... e aí? Bem, como dizem, CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS.

Notem aqui que esta crítica não se refere genericamente a todos que defendem a necessidade de uma iniciação tradicional. Só me refiro aos xiitas que espumam raivosos e abundam na internet brasileira atualmente. Há membros de tradições rígidas que realmente não crêem na validade da auto-iniciação, mas não são virulentos, nem discriminadores de auto-iniciados, reconhecendo o sacerdócio de alguém pelo modo como ele vive e não por títulos e linhagens apenas. Esses tradicionalistas não merecem críticas, cada um pode crer no que desejar. Somente faço este artigo para alertar vcs contra os xiitas em si.

Mais uma observação que se faz necessária: não me refiro, obviamente, a auto-iniciados por rituazinhos de revistas, nem a pessoas que fazem um ritual vazio e crêem que se iniciaram. Falo de auto-iniciados sérios, pessoas que se entregaram a Deusa há anos e praticam bruxaria a seu modo, como seu contato com a Deusa e o Deus e seus estudos os levaram a realizar.

Um apelo a vcs: não se deixem enganar. A auto-iniciação nada tem a ver com interesses comerciais de autores pagãos, nem com poder sobre ninguém. Muito pelo contrário: ela existe para evitar que o monopólio do sagrado seja controlado e comercializado pelos que se arvoram em detentores da verdade única.

Se eu quisesse uma religião de "verdade únicas" estaria agora preocupada com o resultado do Conclave papal, e não seria uma bruxa.

Não se deixem roubar em sua dignidade e seu direito ao efetivo sacerdócio dos Antigos, seja vc iniciado em uma Tradição ou auto-iniciado sua entrega merece todo o respeito.
Bênçãos Brilhantes da Única Iniciadora de Todos Nós!
Blessed Be :)
Mavesper Cy Ceridwen

 Disponível em:http://www.abrawicca.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=186&Itemid=261

Nenhum comentário:

Postar um comentário